Marca Médicos Brasil
Imagem do profissional

Carolina Bueno

Psiquiatra
230596

Consultórios e clínicas (1)

Dra. Carolina Adas Bueno e Silva

Endereço

Av capitao jose antonio de oliveira 35, Adamantina (SP)

Experiência

Sobre Carolina

MÉDICA ATUANDO EM ARÉA DA SAÚDE MENTAL. ESPECIALISTA EM PSIQUIATRIA PELA SANTA CASA DE SÃO PAULO. CONSULTÓRIO EM ADAMANTINA E ARAÇATUBA. OFERECEMOS ATENDIMENTO PRESENCIAL E ONLINE.

Mostrar mais

Opiniões de pacientes sobre Carolina

Imagem do profissional

Este profissional ainda não possui opiniões de pacientes. Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

Dúvidas de saúde

O que os pacientes perguntam para Carolina? Confira as respostas deste profissional.

Usuário

São Paulo (SP) • Email informado

U
12/12/23 Iniciei o tratamento para depressão com a Fluoxetina, e já vinha tratando o estômago com Bromoprida. O Bromoprida estava deixando mais deprimida e fui ao médico e ele trocou essa medicação para exomeprazol. Como o Bromoprida me dava muito sono, alguns sintomas não aconteciam, ou começaram a acontecer depois. Falta de sono, sensação de febre interna, nos braços, pernas e nuca, sensação de desmaios, pernas e braços estranha tremor e como se estivesse rígida, suor em excesso, principalmente pescoço, mãos suadas e frias, desespero e inquietação. Como estava em crise passei com psiquiatra novamente e foi decidido trocar a medicação. A 3 dias iniciei. Para o dia tomo 1 comprimido Cloridrato de Venlafaxina após 5 dia subirá para 2. Para noite foi receitado Furamato de quetiapina 25mg junto com 1 alprazolam 1mg. Como era cedo e estava em crise fui orientada a já iniciar de imediato o tratamento com Venlafaxina e um comprimido de alprazolam. Dormi o dia todo e a noite segui com o tratamento conforme indicado e como mencionei acima. Acordei muito grogue e sonolenta. Na segunda noite Decidi então não tomar o alprazolam, e dormi bem e acordei bem, e durante o dia, tive os sintomas da crise duas vezes, porém bem rápido. Já na 3ª noite repetindo minha decisão, dormi apenas 3 horas e tive crise, aí sim tomei o Alprazolam, metade do comprimido e 10 minutos depois, mais metade. O sono veio, mas acordei várias vezes e sentindo os sintomas da crise. Um detalhe me fugiu no dia da consulta. Havia feito um exame e foi acusado hipotireoidismo, o qual ainda não iniciei tratamento, por decisão médica, que quer confirmar se é, ou não emocional. Minha dúvida é, se esses sintomas podem estar correlacionado com a tireoide, ou só com a mudança no tratamento da depressão?
Responder dúvida • 1 resposta

Perguntas frequentes

Confira as perguntas mais frequentes sobre Carolina Bueno

Carolina é Psiquiatra, proporcionando cuidados especializados na área.